30 janeiro 2009

A FERA INTERIOR




Lá dentro de mim se esconde
Um animal perigoso.
Está preso entre as grades,
Por ter algo venenoso.
Ponho guarda dia e noite,
Pois ele é contencioso.





..........Seu vil veneno entorpece
..........Nos deixando estonteado.
..........No sangue, o cálido desejo
..........Pode ser disseminado.
..........Quem não resistir a essa fera,
..........Termina envergonhado.
.



A mordedura desta fera
Envenena o coração.
Me induz a ver um argueiro
No olho do meu irmão;
Não deixa enxergar a trave
Na minha própria visão.




..........P’ra não expor esse monstro
..........Construí uma fachada.
..........Se ele mostrar suas garras
..........Logo dou uma recuada;
..........Lutarei contra esse instinto
..........Seguindo uma tabuada.





Na Bíblia o apóstolo Paulo
Desigual luta travou.
Com a fera dentro do peito,
Ele então assim falou:
Quando eu quero o bem fazer,
O mal diz aqui estou.





..........O que me ensina esse Livro
..........P’ra domar o animal?
..........Diz que eu não posso matá-lo,
..........É o meu espinho carnal.
..........E só então no fim dos tempos
..........Deus dará fim a esse mal.




Versos em prosa por Levi B. Santos
Guarabira, 27 de janeiro de 2009


Um comentário:

FRANCISCO SOLANGE FONSECA disse...

dentro de nós existe a fera do bem e do mal. Se conseguimos subjugar a do mal seremos anjos.Quando a do mal nos domina seremos demonioo.Elas vivem em eternos conflitos, porém em perfeito equilibrio.Cabe a nós manter a fera do mal em uma jaula, em uma grade.Parabéns pela inspiração e pelos versos.