05 agosto 2009

"Ensaios & Prosas" Ganha Selo no Seu 3º Aniversário






Coincidentemente, acabo de receber um precioso selo no mês em que o Blog “Ensaios & Prosas” completa três anos de existência. Esta premiação veio lá de Betim – Minas Gerais, oferecida mui gentilmente por Marcelo Batista Dias – editor do blog “Ecclesia reformata sed semper reformanda”.


Como ser humano, regido pelo paradoxo do querer Ser, sem, no entanto Ser na plenitude que o selo requer (100% cristão), quero aqui dizer que, mesmo assim, prossigo em direção a esse alvo, sabendo de antemão que, apesar dos meus maiores anseios em alcançar essa perfeição, ela só será atingida na imortalidade, quando já não mais teremos esse “corpo corruptível”, como bem disse o apóstolo Paulo.


Foi justamente aqui nesse cantinho cedido pelo Google, que livre das limitadas paredes de um casarão obscuro chamado “doutrina”, pude enfim exercer a liberdade de dizer o que penso, em forma de prosa, versos, crônicas, ensaios, reflexões e paródias, sem medo da censura repressora e reacionária dos diversos campos do saber. Através da arte de blogar fiz muitas amizades sinceras. Foi navegando nesse imenso mar cibernético, que encontrei muitos amigos com os quais logo me identifiquei. Ainda guardo na lembrança o meu primeiro comentário na blogosfera cristã: foi uma opinião que emiti para abolir púlpito, gravata e paletó no recém criado “Púlpito Cristão”. O Leo respondeu: “Topo uma campanha contra gravata e paletó, mas tire o púlpito desse meio”. Ao que respondi mais ou menos assim: “Ora meu caro Leo, o púlpito serve mais às vaidades de quem está lá em cima do que a Deus”.


Recentemente, tenho dialogado com um grande companheiro de jornada ─ o colega de profissão Dr. Tony Ayres do blog Psicoterapeuta Cristão. Lembro-me bem de um dos seus entusiásticos comentários a mim endereçado, quando disse: “Creio que esta é uma das maiores bênçãos da Internet; através dela, encontramos verdadeiros amigos com os quais podemos solidificar a nossa fé e promover o mútuo crescimento, mesmo que eles morem a muitos quilômetros de distância”. Concordo com ele, quando certa vez disse para mim: “a nossa interação tem proporcionado uma reflexão profunda, do tipo da que não encontramos nas igrejas”.

É nesse espaço que tenho deixado as minhas emoções mobilizadas, meus símbolos, minhas marcas registradas sob a forma de palavras. A telinha do computador tem sido o meu papel e o meu “pombo-correio” dos recados que desejo transmitir aos meus amigos leitores. Se não houvesse um destinatário, se perderia a razão de minha escrita digital. Ao escrever sobre aquilo que poderia ter vivido, e não vivi, descrevo algo de mim, que como uma sombra reprimida, é projetada para o exterior, à guisa de reciprocidade do nosso interlocutor. Nas entrelinhas do que escrevo, às vezes, deparo-me julgando o outro, sem atentar que nesse julgamento estou projetando o meu “eu faltoso” sobre o meu próximo. É mais fácil censurar no outro aquilo que não admitimos em nós.


Seria inumano se não me sentisse gratificado pelas palavras e metáforas que até aqui deixei registradas, e, enquanto passam as páginas cinzentas dos dias e as páginas negras da noite, vou mergulhando mais intensamente a minha alma nesta arrebatadora cascata de letras, dádiva de Deus, concebida pela escrita e a leitura. E assim vivo, vivo, por isso escrevo.


Nesses longos 36 meses em que me dediquei à escrita “virtual”, o início do caminhar começou como uma brincadeira familiar, em que me deliciava em caricaturar em contos e crônicas provinciais, as figuras da família, as histórias engraçadas vividas por mim, pelos filhos e netos, e algumas invencionices de minha alma fugidia, como escapismo do mundo tão real e duro. Ao tentar fazer literatura algumas vezes, vivi outras vidas, outros mundos, em estórias mil. Procurei viver outras aventuras na pele de outros personagens, já que nossa vida é tão curta, tão breve, como diz o Salmo 103: “quanto ao homem, os seus dias são como a erva, e como a flor do campo, assim floresce; passando por ela o vento, logo se vai e o seu lugar não se conhece mais”.


Quando num certo momento da história do aniversariante (o Blog), parecia mesmo querer terminar sua jornada, já que pensei mesmo em parar de escrever, tive a doce e cativante alegria de ser, aos poucos, a cada dia, alimentado pelos imerecidos comentários dos leitores amigos, que sem saber ou perceber, contribuíram para a continuação dos trabalhos aqui publicados, fazendo parte mesmo de tudo o que estava sendo cozido na panela do pensamento.


Para não cometer injustiças, não vou citar os nomes dos muitos amigos virtuais que interagiram comigo nessa caminhada de três anos. Eles estão aí presentes nos enriquecedores e lúcidos comentários, que marcaram indelevelmente os diversos ensaios por mim postados Ultimamente, os textos que escrevi, em sua maioria, foram no sentido de nos levar a uma reflexão mais profunda sobre o grave momento que estamos atravessando, em que tantas heresias e deturpações são lançadas na mídia gospel no intuito de solapar o verdadeiro Evangelho de Cristo.


Que a graça Divina nos faça sempre entender que tudo que aqui escrevemos não vem de nós ─ é um dom gratuito de Deus.




Por Levi B. Santos
Guarabira, 05 de Agosto de 2009




P.S.: As regras de premiação recomendam que eu escolha cinco blogs para conceder esse honroso selo. Aí vão eles:





5 comentários:

Marcelo Batista Dias disse...

Meu querido Levi,

Para mim é uma grande honra fazer parte desta historia.

Parabéns pelos 3 anos de grandes contribuições para o crescimento do povo de Deus.

Deus te abençoe cada vez mais.

Um abraço.

Marcelo Batista Dias

Antonio Tadeu Ayres disse...

Prezado Amigo:

Mais uma vez, o seu post teve o condão de emocionar-me.

E, apenas porque sei que você não é um homem afeito a vaidades e reconhece, publicamente, que aquilo que produz é dom de Deus, tomo a liberdade de escrever o que se segue:

Como sei que, assim como eu, você é um admirador da obra de Jung, coloco, neste meu comentário, em minhas próprias palavras, o que ele escreveu, com as palavras dele:

"O homem que, por alguma razão, consegue enxergar à frente da maioria das pessoas de seu tempo;tem a obrigação e dizer a elas o que enxergou, sejam sua visões desertos áridos, ou sejam elas oásis maravilhosos.

No primeiro caso, para alertá-los; no segundo, para animá-los."

Sinceramente, acho que é exatamente isso o que você tem feito, nesses três anos do "Ensaios & Prosas".

Parabéns por essa opção tão bela, meu amigo. Nós, os seus leitores, é que somos abençoados pelo seu "compartilhar".

Que Deus o ilumine a continuar tão importante missão.

Um abraço fraternal!

Guiomar Barba disse...

Meu querido poeta você diz sua poesia de maneira muito peculiar, trazendo a luz verdades profundas.
Realmente foi uma surpresa que me emocionou até as lágrimas ver citado entre outros o nosso blog como uma referência "sua."
Você foi animado pelos seus leitores, eu me senti abraçada, impulsionada por alguém que eu acredito ainda que conhecendo virtualmente apenas, mas que percebo em cada postagem, uma alma aberta em sinceridade e essencialmente em amor.
Fico-lhe grata, e sei, que como estou sempre aos pés do Senhor para produzir cada postagem, não irei decepcioná-lo. Abraço-o com muito carinho e gratidão.

Rodrigo Melo disse...

Caro Levi!!

Sempre que leio seu blog sinto-me mais fortalecido, menos "crente de araque", mais humano e próximo do Senhor.

Portando, só peço a Deus que continue abençoando sua vida, dando-lhe mais inspiração para blogar.

Que suas palavras alcancem mais e mais pessoas e que o Senhor, através delas, seja sempre o centro, o motivo, a razão!

Obrigado pela indicação quanto ao selo. Engraçado que nesse meu momento de tão grande descrença eu tenha recebido um selo "Blog 100% Cristão".

Deus fala conosco através das pessoas. Quero ouví-lo, obrigado por ser aquele que usado por Deus chegou a mim com os recados lá do ALTO!

A Paz!

Guiomar Barba disse...

Urgente! Esta URL que você colocou não é a certa. Por um equívoco fiquei com dois blogs na mesma conta: O "Vivendo em Cristo", e o "Viviendo en Cristo". Esse segundo não consegui apagar, mas não o uso... Tem apenas mensagens antigas. A URL correta do meu blog Vivendo em Cristo é: http://www.davidguiomar.blogspot.com/ Abraços!