24 outubro 2009

UMA ORAÇÃO DE GRATIDÃO





EU TE AGRADEÇO SENHOR, por me fazeres entender que já não devo andar de lugar em lugar, fazendo sacrifícios de “quebra de maldições”, pois o Teu Filho já apagou para sempre, todas as culpas e meus infortúnios lá na cruz do Calvário.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por teres enviado Teu Filho a fim de padecer todo tipo de tentação, fraqueza e vicissitude humanas, para só assim, ter o poder de compadecer-se de mim, reles homem vendido ao pecado.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por me fazeres entender que estarei sempre debaixo de Tua infinita misericórdia, mesmo quando as ambigüidades inerentes a fragilidade humana, me fizerem errar ou pecar por atos e pensamentos.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por me fazeres compreender que a aflição de cada dia não é conseqüência do meu pecado, ela é sim, a única via que me leva a adquirir paciência, sem a qual jamais poderei amadurecer.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por teres permitido que o Teu Filho se tornasse meu advogado, amigo e irmão, para interceder entre mim e Ti, em meus erros e contradições. Mesmo sabendo que sou miserável, pusilânime e mesquinho, contudo, reconheço que há uma essência superior que me impele impiedosamente para cima, fazendo dessa vil lama humana, jorrar canções Divinas.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por me fazeres entender que o desejo inconsciente de suscitar em nós a culpa e o medo da punição pode estar embutido até nas aparentes e belas exortações.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por saber que só Tú e o meu travesseiro, em minhas noites insones sabem dos meus gemidos, dos meus ais e minhas preocupações. Dou graças a Ti por momentos como esses, em que a minha “fala” Contigo vale mais do que todos os discursos que eu tenho feito para os outros.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, que me fizeste entender que ajudar um doente em seu leito de dor, não é fazê-lo se sentir culpado pela sua própria doença.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por teres retirado os pesados fardos de rituais, penitências e obrigações eclesiásticas que estavam sobre os meus lombos para substituí-los por um fardo leve, fruto da espontânea vontade de Te servir pelo que Tu és, e não pelo que Tu podes me dar em troca.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por me fazeres ver que o meu maior inimigo não é aquele que pensa e age diferentemente de mim. Dou graças sim, por teres me revelado que o meu maior inimigo é o velho Adão ainda latente dentro de mim, com o qual eu tenho que conviver indefinidamente, tal qual um espinho impossível de ser retirado, entranhado profundamente em minha carne.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por me fazeres ver que não sou melhor do que meu próximo, e por teres me feito entender que somos todos parecidos, somos todos pecadores agraciados por Ti.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por me fazeres entender que Salvação não é uma idéia, é o próprio Jesus que se dá, e em Sua presença todos os infindáveis debates cuja finalidade é despertar o medo e a culpa, se esvaem.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, por teres me permitido chegar até essa idade, para que eu pudesse aprender muitas verdades que dantes não conhecia, inclusive, a de saber que devo me converter mais a cada dia que passa.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, pelo Teu poderoso bálsamo que aplaca as dores e os gemidos de minha alma, quando o meu coração vacila perigosamente, e meus pés trêmulos tateiam ora o chão firme, ora as trevas do abismo.

EU TE AGRADEÇO SENHOR, porque acampaste dentro da pequena tenda do meu corpo para delimitá-lo com o círculo de Tua Divindade, dando rosto as minhas esperanças que já estavam desfalecidas.



Meu dever é discernir e Te aceitar sem fúteis revoltas; aceitar as amargas e fecundas verdades humanas que são também pedaços de minha carne. Mesmo que na Tua marcha eu me atrase como desertor, ou que me deixe fraquejar pelo desânimo e pelo cansaço, não afastes de mim o Teu Espírito, para que eu possa sempre TE AGRADECER, Ó SENHOR!



Por Levi B.Santos

Guarabira, 24 de outubro de 2009

9 comentários:

Hermes C. Fernandes disse...

Te agradeço, Senhor, pela vida do pastor Levi, e por este texto inspirador que Tu lho permiste escrever, para abençoar nossas vidas, e despertar em nós o sentimento da gratidão.

Gresder Sil disse...

Senhor eu te agradeço por me revelar cedo, antes que seja tarde de mais, que existe um Malafaia e um Feliciano em potencial dentro de mim, e que eu me torno a cada dia o retrato sórdido de tudo o que eu pinto.

Sim! Pois tudo o que eu critico neles (desejo de poder, fama, reconhecimento publico e financeiro) eu também busco. (a diferença é que eu sou principiante e ainda não me tornei adulto no mundo astucioso de quem vive da religião)

E te agradeço, sobretudo por ser advertido por Ti antes que aflore o impostor (Edir Macedo) que vive em mim, para que eu possa “vencer” nesta luta por um lugar digno entre os homens, pelo silêncio e paciência daqueles a qual não se preocupam em provar que venceram nesta vida a ninguém.

Pastora Guiomar disse...

Eu te agradeço Senhor pelo meu irmão Levi que me deixa fazer minha tbm esta oração...

Não pude conter a emoção dentro de mim, vc fez a oração que todo crente deveria fazer sempre.

Eu amo você meu querid. Abraço.

Eduardo Medeiros disse...

AMÉM!!! (um amém solene à sua oração)

agora, QUE NEGÓCIO É ESSE DE TER UM "MALAFÁIA E UM FELICIANO DENTRO DE MIM", Greisder? Quááááááááááááá (sem nenuma solenidade)

abraços calorosos, Levi

Eduardo Medeiros disse...

Ah, já ia esquecendo. Obrigado pela visita e por se cadastrar lá na sala do pensamento. É um prazer ter uma cabeça tão privilegiada (não estou falando do tamanho, ok? rsss) participando do meu blog.

abraços calorosos!

Levi Bronzeado disse...

Prezado Hermes

Que Deus nos faça sempre ter esse sentimento de gratidão, durante toda a nossa trajetória nesse conturbado mundo.

P.S.: Chame-me de amigo ou irmão. Ainda não fui ungido pastor(rsrsrs)

Um abraço fraternal,

Levi B.Santos

Levi Bronzeado disse...

Prezado amigo Gresder Sil


Esses três períodos da sua oração que você acrecentou às minhas, podem causar polêmicas (rsrsrs).
Em mim, talvez não, porque entendi nas entrelinhas o que querias realmente expressar.
A linguagem é fogo, pois a Palavra é metade de quem a diz e metade de quem a escuta.

De qualquer forma, quero lhe dizer que não deixei de incluir em minha oração o Silas, o Cerullo, o Feliciano. Eles estão todos dentro daquele Adão expulso do Paraíso, que eu citei no décimo parágrafo de minha oração.

De vez em quando esse Adão aflora em mim querendo me tornar resplandecente, igual a Deus. Mas o que resta em mim quando o desejo de se fundir com Deus me domina, é simplesmente uma máscara.A máscara da eloquência e do carisma que você tão bem descreve em seu precioso livro.
Só não devo propalar que os gestos absurdamente rocambolescos do meu Adão entranhado, é poder de Deus.

"Sofismamos, convencemos, vendemos e induzimos a qualquer custo" - disse você mui apropriadamente em um techo de seu livro (estou apenas começando a sua leitura). Mas tudo isso se esvai como fumaça ao vento, porque parte de baixo para cima. O que vem do alto não rima com grito, fama, carisma, emoção e soberba.

Contudo, um grito imortal brada em meu peito dizendo, que há um fragmento divino que me faz agradecer a DEus em oração, como essa que fiz.

Aí você poderia perguntar: Mas por que mostrá-la publicamente? E eu diria: para ouvir o eco dela no coração de cada ente.
Ter o prazer de saber o que o outro sente; ficar como expectador na espera angustiante de ouvir as cordas de um coração amigo reveberando em uníssono comigo. Salomão diria: "e isso é também vaidade". O que importa?

Mas no peito desse ser que ora e agradece, às vezes há um Deus que chora, e ás vezes um demônio que ruge (parafraseando Castro Alves).

O que eu sei, meu caro Gresder,é que há estremecimentos na minha alma que jamais poderei por em palavras comuns. Em vão, nas alegorias e rimas, procuro dar carne e forma as minhas divagações.
E, quando por isso me torno muito ansioso, digo para mim mesmo:

"Coração, ingênuo coração, acalma-te e sujeita-te!".


Por enquanto, vou ficando por aqui com os meus cansativos solilóquios.


Levi B.Santos

Levi Bronzeado disse...

Caro Eduardo

A casa aqui é toda sua.
Mande brasa nos comentários(rsrsrs)

Gostei bastante de sua sala de pensamentos.
Aparecerei sempre por lá.

Um abraço fraternal

Levi B.Santos





"Pastora" Guiomar


Os seus comentários são sempre bem vindos.
Sou-lhe grato pela constante e porfícua interação nesse recanto.

Saudações no Senhor,


Levi B.Santos

Jailson Freire disse...

Deus o abençoe Levi... Por nos deixar uma oração tão linda... Um legado para todos nós que desejamos ser tal como o nosso Senhor nos havia planejado.

Lindo texto!