18 novembro 2009

O CORDEL DA BLOGOSFERA CRISTÃ ─ N° 2





Na igreja é proibido

De certos temas falar

Mas aqui é permitido

Tudo pode-se perguntar

Num modo bem divertido

Do que se assiste por lá.



Só se fala de pecado

Na igreja e seu espaço

Mas o Deus humanizado

Está aqui no cyberespaço

Por todos muito estudado

Sem cai-cai, e estardalhaço.



Mentira, aqui se desfaz

Trapaças que todo tempo

São pregadas em Catedrais.

Que tristeza ver um templo

Virar chão de Satanás

No seu maior passatempo.



Crente aqui não tem cartão

Pra ser membro virtual

Comenta com o coração

De uma maneira natural

Sem ter medo de pressão

De igreja e o seu curral.



Deus aqui humanizado

Faz-se irar o legalista

Que em tudo vê pecado.

Quem é esse moralista

De um Jesus falsificado

Que tem pose de artista?



Carregando o seu andor

E bradando o seu bordão

Esse artista com ardor

Quer matar o seu irmão

Maltratando o pecador

Por não querer sua unção.



Vi aqui na blogosfera

Debate muito inflamado

Fera engolindo fera

Por causa de um pecado

Um de muitos, amigo era

Foi por fim crucificado.



Vi pastor pedir vingança

Com arrogância, sem amor

Vi outros com pujança

Defendendo o pecador

Que por ser uma criança

Briga e brinca sem rancor.



Vi maldade e aberração

Em nome de Jesus Cristo

Vi reteté e vi unção

Como nunca tinha visto

Pastor caindo no chão

Gritando: “poder é isto!”



Dentro do “cristianismo”

Vi tanta macumbaria

Vi circo e vi cinismo

Vi foi muita zombaria

Que até o ateísmo

Dele se envergonharia.



Se tu dizes que és crente

E queres a volta da Lei

Deixa essa fala indecente

Que só tem Teologês

Recebe a graça urgente

Sem medo e com lucidez.



Na blogosfera a Pandora

Deu saída aos seus bobos

Que de forma impostora

Difamaram com arroubo

O defensor da pecadora:

A “ovelha em pele de lobo”.



Na blogosfera tem gente

Que quer trazer a censura

Numa febre efervescente

Pela tal da ditadura

Não é crente, é descrente

Viciado em linha dura.



Por: Levi B. Santos

Guarabira, 18 de novembro de 2009


13 comentários:

Eduardo Medeiros disse...

Mais uma vez, parabéns pelos dotes cordelistas, meu amigo!

Abraços

Gresder Sil disse...

.
Nesta bobos e feras eu achei

Dentre aborrecimentos e alegrias

Dentre as pessoas que encontrei

Que apesar de suas heresias

Eu aprendi a admirar

No Eduardo um grande amigo

Que teima em afirmar

Que Adão tinha um umbigo

outroevangelho disse...

Parabens Levi!

Só lendo esses seus repentes pra me alegrar mesmo!

Caminhamos sem parar

Nosso alvo é Jesus Cristo

A ovelha que quiser

Entrará no Seu aprisco


Tem ovelha que muito questiona

Como o nosso amigo Eduardo

Tem aquela que nos faz rir

Como o Levi Bronzeado


Tem aquela que faz pensar

Como o Marcio e Gresder Sil

Outras fazem chorar

Pelo evangelho no Brasil


Desculpe-me, não resisti

E cedi à tentação,

pois dormia ouvindo meu pai

Prosear em meu colchão

Cordéis de 20 minutos

E os causos do sertão.


Beijos Levi!

Edson MOura

Levi Bronzeado disse...

Gresder Sil tu és um bardo

Menestrel do amor e da dor

E o teu amigo Eduardo

É um grande pensador.



Das agruras do teu fardo

Que descreves com ardor

Fico sempre no aguardo

Pra comentar com fervor.

Levi Bronzeado disse...

Edson Moura meu amigo

Do tempo de teu pai eu sou

Que na feira sobre um abrigo

Escutava um cantador

Que bom o tempo antigo

Dos violeiros a compor.



Teu jeito de comentar

Não negas que és um bardo

Tens o dom de inventar

Parecido com o Eduardo

Que aqui vem esquentar

Com os seus fortes petardos.



Abçs,

Levi B. Santos

Presb. Jair dos Santos disse...

Meu sangue nordestino não conseguiu resistir a tanta poesia; Permita-me querido e expressar o que sinto agora:
Os teus versos me transportam para os braços de um pai que não conheci; Pego carona no comentario do meu irmão Edson e como gostaria de ter ouvido versos ao pé do ouvido para me fazer dormir. Agora posso sossegar, tenho os teus versos para ler e depois dormir. Fique tranquilo não estou procurando meu pai, mais o repeito é o mesmo.

Levi Bronzeado disse...

Prezado Presb. Jair dos Santos

Que bom meu amigo, saber que somos irmãos de sangue Nordestino.

Nordeste (de cabra da peste -, rsrsrs) que nos tempos de meus pais e avós,não tinha escola, mas tinha humildes e iletrados poetas de cordel, que com seus versos e suas rimas,no meio da feira, fazia sorrir o povão sofrido do nosso querido torrão.

Tenho muitas saudades daquele tempo que não volta mais.


P.S.: Tem mais alguns versos de cordel aqui nos arquivos do meu blog, para você matar a saudade do tempo de seus avós.

Um grande abraço,

Levi B.Santos

Marcio Alves disse...

Meu amigo Levi

Não me arisco em rimar
Pois não sou bom em prosear.

Me junto e solidarizo
Com meu outro amigo Eduardo.

Deixemos para quem sabe
A arte de rimar e prosear.

Pois só discutimos Fé
Se for teologia da Fé.

Um abração a todos, e desculpe-me, por estragar o seu cordel.

Pois não deixarei de participar
Através de comentar e rimar.

rsrsrsrsrs


Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

Gláucia Carneiro disse...

Levi, nesse você pegou pesado; mas o pior é que os parvos nem vão entender os teus versos, estão mui bem elaborados, eu diria elitizados, para os de tão pobre entendimento, não alcançarão nem a nota ré.

Eles não sabem subir uma simples escala musical, quanto mais "repentear" em tão nobres versos.

Deixa eles pra lá e vamos nós "prosear".

Levi Bronzeado disse...

Prezado Márcio

Grato mais uma vez por sua passagem por esse recanto de prosa. (rsrsrs)


Você junto com Eduardo

Só discutem o que é fé?

Que faço eu com meu fardo

Quando me sinto um Tomé?


Abçs,
Levi B.Santos

Levi Bronzeado disse...

Prezada Glaucia Carneiro


Tu tens toda a razão

Eu peguei meio pesado!

Se rimei com o coração,

Penso que fui perdoado.



A cada cordel que faço

Apimentado mais escrevo.

Se alguns não satisfaço,

Pedir desculpas eu devo.



Até o Cordel N° 3 - Se Deus quiser!
(rsrsrs)

Danilo Fernandes disse...

Levi!

Meu companheiro de trincheira!

Não é que estamos mesmo tocando a Santa Subversão de Jesus!

Abs,

Danilo

Marcio Alves disse...

Mestre Levi, recentemente publiquei um artigo intitulado: “O reino dos excluídos”, modéstia a parte, ficou muito bom.

Porém, é com humildade que lhe peço, vossa análise desta postagem. Pois reconheço a profundidade e o valor intrínsecos de seus argumentos.

Aguardando............


Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.