24 novembro 2010

NÃO FAÇAS IMAGEM DE MIM?!


!


Ah, entendi!
Disseste lá atrás:
“Não faças imagem de Mim!”
Entendi que a imagem que eu faria de Ti,
O outro, nunca iria entender que era igual a dele.


Deveria então guardá-la só pra mim,
Para que o outro pudesse compreender
Que a imagem que de Ti eu faço
É a mesma que ele faz de Ti, que eu desconheço.


Se as imagens não Te prejudicam,
Antes, esclarecem o ritmo de Tua marcha,
Por que não devo me empenhar
Em tornar Teu sopro, visível
Encerrando-Te em palavras, pensamentos e alegorias?!


Vejo que não cabes em nenhum desenho,
Nem nas vinte e quatro letras do nosso alfabeto.
Mas ainda assim, teimo em colocar-Te máscaras,
Como quisesse delimitar o ilimitado?!


Perdoa-me por Te imaginar...



Por: Levi B. Santos
Guarabira, 23 de novembro de 2010

7 comentários:

Guiomar Barba disse...

Levi, deixei um esclarecimento na sua anterior postagem, mas quero repetir aqui, para que fique claro para tantos quanto leram.

Creio que pelo que você e Edu já conhecem de mim, poderiam deduzir que houve um equívoco quando falei que Jesus não teve desejos carnais, seria negar verdades bíblicas. Por outro lado, eu gostaria de pedir a você Levi, que atente bem para a afirmação do Tiago:" Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência",
e para a tentação de Jesus no deserto...

Acho que isto pode levar a uma boa postagem.

Guiomar Barba disse...

Levi,

Uma versão muito inteligente e reflexiva do segundo mandamento.

Realmente, é muito bom entender que DEUS está acima de qualquer deus construido pela nossa psique.

Como você disse: Ele "Não cabe nas vinte e quatro letras do alfabeto."

É O Grande Eu Sou.

Parabéns amigo. Abraço.

Eduardo Medeiros disse...

Gui, dá dado o recado. é claro se jesus era humano, ele sentia como humano, tinha todas as nossas indiosincrassias. até mesmo o "tentado mas sem pecado" é um problema,pois o tira exatamente do ãmbito dessas possibilidades nossas de se equivocar.

Levi, não adianta mesmo. somos iguais a moisés querendo ver a cara de Deus. insistiu e tanto insistiu, que Deus lhe mostrou apenas as costas...mas quem se contenta em ver alguém apenas pelas costas?

Levi Bronzeado disse...

GUIOMAR

Pense nisto:

Moisés ouviu uma voz vinda do seu inconsciente: "EU SOU O QUE SOU"

O inconsciente é o que é, ou seja,
ele é autônomo.

As imagens que chegam a nossa consciência são apenas representações dessa esfera psíquica. Elas variam de pessoa para pessoa, de povo para povo, de cultura para cultura.

Por isso eu encerrei a minha poesia com essa frase:

"PERDOA-ME POR TE IMAGINAR!"

Marcio Alves disse...

LEVI

Só de a pessoa pensar em deus ela já esta construindo um deus conforme sua psique.

Neste sentido, se deus realmente existisse, absolutamente ninguém estaria isento de recorrer no erro do primeiro mandamento bíblico.

Não há possibilidade de se pensar em deus, sem pensar em conceitos, pré-conceitos e pós-conceitos.

Neste sentido também, o deus-deus se existe, deixa de existir, para existir sempre o deus criado pela imaginação humana.

Novamente neste sentido podemos afirmar com toda certeza que deus nunca existiu e nunca existirá, pois sempre o que existiu e existirá são os infindáveis conceitos humanos de deus.

Abraços

Levi Bronzeado disse...

MARCIO

Há um hino que meus pais sempre cantavam. Eu me lembro que o seu estribilho dizia: “Deus está nas SOMBRAS”

A nossa consciência é como um frágil chama de uma vela que carregamos a nossa frente. Só quando olhamos para trás é que nos apercebemos da forma gigantesca da nossa sombra que nos segue.

O que nos irrita e às vezes nos magoa, não é essa “sombra”, uma vez que todos a temos, mas, sim, o “negá-la e o “ignorá-la”.

Muito daqueles que vemos como inimigos são componentes de nossa própria sombra, por isso Jesus falou: “amai aos vossos inimigos” — o que significa reconhecer a sua própria “sombra”

Viver como se fôssemos totalmente luz, sem a OBSCURIDADE, é muita pretensão.

O “sentimento religioso” — aquele afeto profundo de nos re-ligar a um Pai simbólico habita nas nossas “sombras”, como bem sabiamente escreveu o,autor do Hino, “Deus está nas Sombras”.

Abçs à sombra

Guiomar Barba disse...

Bom Levi,
O desenrrolar dos fatos foram muito grandiosos para ser seguidos pelo inconsciente apenas.

Eu creio que Moisés, apesar de seus erros, o que é perfeitamente justificável, principalmente diante de tão grande responsabilidade, foi guiado pelo "Grande Eu Sou" que eu chamo de Deus.
Beijão.