13 março 2011

Imagem Chocante da Chegada do Tsunami sobre Miyako - Japão


Localizada na província de Iwate, a cidade de Miyako, no Japão, foi uma das muitas afetadas pelo tsunami que devastou a costa nordeste do país. A onda gigante veio depois do terremoto de 8,9 graus que sacudiu o país. O número de mortos não para de crescer. Números oficiais falam de centenas, mas já se especula que poderá haver mais de 10 mil mortos apenas na cidade de Miyagi.

De acordo com o primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, o país enfrenta a maior crise de sua história desde a Segunda Guerra Mundial.

Veja o vídeo veiculado em telejornal japonês:

4 comentários:

Guiomar Barba disse...

Oi Levi, a gente fica sem saber para onde olhe, aqui no Brasil a coisa tambem tá preta.
O que eu fico me perguntando é se vale a pena reconstruir um pais que vive sendo sacudido, será que não estão caminhando para uma destruição total?

Uma amiga minha que morava lá, até o ano passado, me falou que nem a metade das catástrofes que acontecem lá, são divulgadas.

É muito complicado na minha cabeça.
Beijo.

Eduardo Medeiros disse...

impressionante a força da natureza.

Levi Bronzeado disse...

Já vi esse vídeo várias vezes.

Fico a imaginar: como somos impotentes e insignificantes diante da fúria da natureza. Nesse caso, nem os recursos científicos de prevenção desse tipo de catástrofes evitaram tal hecatombe.

Sinto pena de um povo tão trabalhador e pacato ter escolhido exatamente esse "caldeirão do inferno" para viver.

Além da tragédia dupla: Terremoto e Tsunami, agora, estão sob o risco de um desastre ainda maior - o nuclear que pode atingir proporções imimagináveis.

Nunca vi em minha vida(em vídeo ou TV) tanta destruição de forma tão violenta.

Os relatos dos brasileiros que deram entrevistas aos principais jornais do país, contam que os Japoneses diante de tamanha tragédia, não entraram em pânico, e pareciam até impassíveis, totalmente diferentes de nós, ocidentais.

Mary Maura disse...

Amei o blog,os posts, voltarei mais vezes ,
Parabéns!!!
Abraços
Mary